Wednesday, February 20, 2008

Formas estranhas apodrecendo nas calçadas, como frutas num fim feira após um dia quente. Roupas falsas de marca. Carros esquecidos na zona azul. Eu não consigo mais esperar. Para me sentir limpo eu preciso me arruinar. Sinto-me noturno. Consigo ficar acordado a noite inteira. Me movendo em câmera lenta num sonho com assassinatos e cadáveres em porta-malas. Penso em jogá-los de uma ponte sobre o Tiête. Noto meu retrato-falado colado nos postes do Bom Retiro e percebo que meu rosto está sulcado pelas rugas. Nas manchetes dos jornais, toda aquela melação e fingimento. Medo e indignação. Uma repórter diz que não passo de um ladrão mentiroso, ela diz a verdade. Nada posso fazer. Por favor, venha me salvar pela manhã. Tenho crianças para cuidar. E ligações a cobrar. Ninguém pode provar nada. Só não precisa ser ignorante. Apenas arrume um bom advogado e me tire daquele DP imundo. E vamos sair por ai, para chutar a poeira e escrever nas paredes frases desconexas com um pedaço de carvão. Subverter os jardins. Fazer tudo sem razão. E ver o mundo por velhas fotografias. Vamos ficar juntos. E sair pela noite. Acordar de manhã e esquecer daquelas frutas podres e garrafas pets boiando no rio. Vamos um pouco mais. Colocaremos fogo na roseira do vizinho. E fugiremos para casa dos meus pais no litoral. Posso dirigir lentamente através das suas alamedas favoritas. Me forçar a dormir melhor. Posso cobrir minhas dívidas com a garota que dançava na sala. E acabar com suas dúvidas. E parar com todas essas substâncias proibidas. Poderíamos ser amigos de novo. Estou triste por tudo que aconteceu. Costumávamos ser grandes parceiros. Agora você pegou o beco sem olhar para trás. Se eu resolver ter outro filho com você. E caminhar pelo parque até aquela escultura de anjos encardidos. Dividir o assento do último ônibus para lugar nenhum. Se eu parar com os rasantes das grandes alturas. E de cuspir sob as mesas de bar. Se eu procurar respostas na igreja. Se eu voltar a estudar. Poderíamos ser amigos de novo.

1 comment:

Adriano said...

http://www.flickr.com/photos/a_ninguem

...umas foto que eu tô salvando aqui...

...vou pondo mais...se quisé oiá...

...vai que vai..............