Saturday, December 13, 2008

escuto música a madrugada inteira. passei a me levar mais a sério, mas evito fazer isso. fico ouvindo música a madrugada inteira. daí pesquiso coisas. minha curiosidade é gigantesca, sem pretensões, apenas coceira. coisa de babaca dependente. daí encontro um country boogie no El Diablo Tun Tun e fico quieto e curvado como um fanático, solitário e devoto. apenas escuto. madrugada. porra, e descubro que western swing e rhythm & blues podem me transformar numa pessoa melhor. e que todos esses idiotas que acreditam em cadernos culturais de grandes jornais que vão à puta que pariu. escuto um Joe Tex e acho que todos os problemas já não existem mais. e fico matutando sobre o fato do amor não ter nada a ver com felicidade. nunca. penso. penso em coisas que não me dizem respeito. fico na minha. tento. ao menos. nunca tive dúvidas quanto ao fato dos crioulos fazerem músicas bem melhor que os brancos. nem hesito, palhaço. não mexe comigo senão te meto a faca. sou raso, mas não sou comédia. sad days, lonely nights. dá uma olhada nisto antes de comer teu sucrilhos. esqueça. ando com uma vontade desgraçada de morrer num acidente. deus, tenha piedade. nunca te escutei. eu acredito. escuta aqui. não mexe comigo. certo?

3 comments:

Adriana said...

"não mexe comigo" e seus textos sempre mexem comigo. Beijo.

Nilson said...

vou usar isso ae, falo?

Carlos Carah said...

vai lá, Nilsão.

abraço.

cc