Wednesday, December 24, 2008

Merda. É natal. Porcaria. Pegar rabeira no trem errado sem ter certeza. Correr de policial com as calças arriadas após um belo cagalhão numa avenida. Acreditar em chances. E desejar a paz e a luz. Sabe qual é que é? Têm uma pá de filho da puta que trabalha e recebe para tomar conta dos outros. Outros. A vida pode ser tão simples sem os outros. Outros. Todos querem presentes. Lembro da primeira série. Bem moleque. novo no colégio. Tínhamos que desenhar alguma porcaria em crayon. Papai e mamãe. Te amo vocês. Mesmo. Feliz natal. Amo vocês. Os outros, odeio. Se existe algo que odeio, é gente. Sempre apanhei bastante. Nas ruas e em casa. Sempre bati bastante. Na crocodilagem. O estado ensina. Ser mau é necessário. Lembro da primeira escola. Algo semelhante à Funabem. Escola do Estado. Uniforme azul claro. O gordinho tentou me intimidar ali, no meio da aula de encaixe. Tava entrando numas. Vê se pode. Tapa na cara e tal. À tarde. Chovia. Acenderam as luzes da classe. Ele me ameaçava. Apontei o lápis na cara dele. Eles me amarraram. Me levaram pra uma sala e me cercaram. Queriam entender. Entender. O quê? Selvagem nasce. NASCE E MORRE. Desde bem moleque sempre tive certeza: serei mau. Lembro da Maria Eugênia. Putinha. Ela gostava do Denis. Bostinha. Boyzinho da calça jeans cortada. No futebol me fez falta e sorriu. Depois, no bebedouro, eu enfiei sua cara na quina. Sangue. Muito sangue. E pontos na promoção. Ri com todos os dentes da boca. Me levaram prum canto. Me cercaram. Intimaram. Eles diziam: esse não tem jeito. É mau. Deu errado. Elimina. Evita. e eu olhava no olho. Ainda olho. Olho. 

6 comments:

Anonymous said...

comecei lendo por indicação...xico sa...mario...soh conheço xico!..e tah bom! li muita coisa ...acho q sei quem vc eh na verdd...alguns amigos em comum.nunca apresentados. talvez te odeie.tenho vergonha agora..disso.foda-se. vc confessa coisas aqui que...gente q não dorme ouvindo musica...poxa o que eu to fazendo?...vc vai me mandar pra merda não vai?...ah!!! não se preoculpe sou mulher.e isso não eh uma procura...não procuro nada!bom...jah to indo, saco! odeio champagne,da gazes.desculpe o "Anonymous"...

Adriana said...

pelo menos você olha no olho de quem você briga. pelo menos não é covarde. pelo menos serviu pra vc fazer mais esse texto legal. Beijo.

dioramas mutati said...

meu chega ... chega...to dando pé no saco de gente violenta... que sangue o que tem que usar os coco.

Anonymous said...

Dinorah,

va pa puta te pariu.

vou matar tua mãe, seu comédia.

ninguem said...

Foi a série de comentários mais insana que já apareceu por aqui.

E os texto cada vez melhor. Ou o textos cada vezes melhores. Bom, vou perguntar pro zé do caixão.

Paulette said...

Nao sei se gosto mais do post ou dos comments, haha. Bando de loco!